23.8.10

Recorrentes...

Sempre que tenho sonhos estranhos, peço luz!
Num simples ato, sincero e sem intenções maiores,
sempre que tenho sonhos estranhos, peço luz!
Se há lembranças andantes, num ato simples,
na solidão de um canto meu, peço luz!
Esse sempre, vem recorrente e
continuo pedindo...peço paz e luz!

3 comentários:

Nivaldo Gomes Filho disse...

rapaz nao mim ligo muito em poesia poemas e etc..
porem desejo boa sorte a voce em seu blog e que o senhor te abençoe...

Tamára Roots disse...

Poema musical! Lindo *-*
e sim, continuemos pedindo luz.
parabéns.
bons dias.

CAMIS disse...

E eu imaginei esse belo poema sendo recitado ao som de violão e percussão, numa linda voz feminina.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com