20.3.09

Uma diva!

Bom, há tempos fiquei de postar sobre o M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O show da Bethânia que assisti faz umas três semanas. Albert? Pronto,honey, eis o post!

Era dia 28 de fevereiro, eu já havia assistido aula e lá fomos nós para a casa das meninas rumo a Lisboa. Primeiro, achar o bendito Coliseu; segundo, encontrar estacionamento; terceiro, conseguir entrar em meio a tanta gente. Não pensei que fosse dar tantas pessoas quanto vi (penso que muitos, brasileiros!), mas enfim. O show foi lindo!

Ela entrou no horário combinado - 22:00 hs estava no palco dona Maria Bethânia, descalça, com uma banda simplesmente bárbara, a cantar 'O quereres'. Abriu com o maninho e já entrou com pique total. Achei-a solta, leve e 'fregueira' no palco e quem já assistiu antes ao show dela, disse que ela soltava-se assim mesmo.

As músicas foram escolhidas a dedo: Bom dia Tristeza, Explode Coração, Olhos nos Olhos, O Quereres, Céu de Santo Amaro, O que é o que é, O Ciúme, Beira-Mar...foram exatamente duas horas de show. Confesso que fiquei triste por ela não ter cantado 'Canto de Oxum'...ansiava por esta canção ao vivo, com ela...mas como não podemos ter tudo, estar ali, na companhia das meninas, vendo esta diva de pertinho já valeu!
Ela vale tudo e muito mais que se pode cobrar. É um espetáculo, mesmo quando dizem que ela desafina (o que não aconteceu esta noite!).

Detalhe: ela declamou Padre Antônio Vieira, e logo a carta em que ele escreveu de minha terra...quando ela citou o nome, eu gritei Uhuhuhuhu (rsrs)...que diria (rsrs). Citou Camões, Fernando Pessoa e cantou em cima. Esta parte não consigo descrever. Só quem estava presente para compreender o que se passou. Entretanto, acho que o que me deixou um tanto boba e feliz foi vê-la ovacionada por minutos e minutos infindos. Já fui a muitos show's, mas nunca havia visto algo assim...lindo!

Amore de mi vida, cumpri mais uma das promessas. Falta uma! O vídeo está meio torto, mas não consegui desentortá-lo...por que será? (rs)

Pra vc, Albert:


video

9.3.09

Um fado, um acalanto...

Quando criança, embalada pelas situações e pessoas que me cercavam o cotidiano, tendia a estar sempre sonhando com coisas à frente de mim. Assim fui moldando meu jeito, meu pensar, meu sentir...sentir o mundo, sentir a mim!

Os anos passaram, as coisas mudaram, as pessoas idem, e eu fui no embalo...mas uma coisa teimou em não mudar: minha natureza! E muitas vezes me vejo num embate entre essa parte de mim e as minhas vontades.

Escrevo isto porque neste momento ouço fados, e começo a sentir saudades que vão brotando como se estivessem oprimidas há tempos, sem que eu as tivesse permitido sair...saudades de coisas pueris, singelas; de pessoas que não mais verei; das pessoas que ainda vejo, mas que parecem já estar afastadas; das que nem mesmo conheci, mas que já se fazem saudosas!

Os fados que ouço são melancólicos, carregados de uma força, de um sentimento que ora leva-me à exaltação, ora às lágrimas. Mas não são lágrimas de tristeza, nem mesmo desta saudade que sinto...mais parecem acusar um desejo infindo de liberdade a aflorar em mim!

Quando coisas assim me acontecem, costumo me perguntar sobre o amanhã, meus próximos passos...porém, neste momento não consigo pensar sobre...só consigo me deixar embalar pelos fados e 'sentimentos' que eles me vêm despertar!


video

2.3.09

Lá,lá,lá...

Este é meu segundo meme, dado por meu amore Albert. Como é sobre música, já me inspirei... o que não quer dizer que as minhas respostas sejam inspiradoras. Tenho ouvido muita coisa ultimamente, mas depois de sábado, já nem sei mais...!
É interessante perceber como algumas canções parecem ser feitas por e para nós. Sinceramente, foi um tanto difícil escolher, afinal, de músicas que se parecem comigo (ou que eu gostaria que parecessem!) há uma infinidade.
Bom, não vou indicar este meme a outras pessoas da blogosfera, apesar de ter adorado participar. E por favor, não me chamem de egoísta por isso, embora eu esteja me permitindo ser ultimamente. Espero que gostem!
Vamos lá!

1-És homem ou mulher? Oh, musa do meu fado, oh minha mãe gentil...e a linda mulata, com rendas do Alentejo..." (Fado Tropical)

2-Descreve-te:
Quem pergunta por mim, já deve saber, do riso, do fim, de tanto sofrer, que eu não desisti, das minhas bandeiras, caminhos, trincheiras da noite. Eu, que sempre apostei,na minha paixão..." (Verde)


3-O que as pessoas acham de ti:
Essa moça tá diferente, já não me conhece mais, está pra lá de pra frente..." (Essa moça tá diferente)


4-Como descreves teu último relacionamento:
"Você não soube me amar, você não soube me amar..." (Você não soube me amar)


5-Descreve o momento atual de tua relação: Manhã, tão bonita manhã; na vida uma nova canção...cantando só teus olhos, teu riso, tuas mãos, pois há de haver um dia, em que virás; nas cordas do meu violão, que só teu amor procurou, vem uma voz falar dos beijos perdidos nos lábios teus..." (Manhã de Carnaval)

6-Onde querias estar agora:
Oiê, pros meus irmãos de Angola, África..." (Mãe África)


7-O que pensas a respeito do amor? "É só o amor, é só o amor que conhece o que é verdade. O amor é bom, não quer o mal, não sente inveja ou se envaidece..." (Monte Castelo)

8-Como é tua vida?
Não precisa de dinheiro pra se ouvir meu canto, sou canário do reino e canto em qualquer lugar. Em qualquer rua de qualquer cidade; em qualquer praça de qualquer país; levo meu canto puro e verdadeiro, eu quero que o mundo inteiro se sinta feliz" (Canário do Reino)


9-O que pedirias se pudesses ter só um desejo? "Quando eu morrer, eu quero uma batucada pra me levar à minha última morada. Quero ouvir acordes de um violão e o povo pela rua cantando as estrofes da minha canção..." (Última Morada)

10- Escreve uma frase sábia:
Se eu tivesse um dente de ouro, eu mandava tirar pra viver; eu mandava encruzar e benzer; eu mandava entregar pra gegê. Se eu tivesse um rosário de pena, eu andava com ele no dente; só guardava no fundo do poço, do outro lado da gente" (Dente de Ouro)