3.1.10

Como assim???!!!

Hello a todos!

Meu primeiro post de 2010, depois de uma entrada de ano linda, de 2010 entrando impetuoso e com uma caminhada repleta de boas energias (gaD!); e nada melhor que entrar dando boas risadas e percebendo como os 'tempos modernos' seguem e você tem que entrar no barco (rs). Digo isso por...esperem! Antes, uma observação importante:
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Não é desconhecido para as pessoas próximas a mim meu carinho pelas crianças e apesar de meu último post envolver uma, não pude fugir de mais um texto. Escrevo agora no impulso (e influência!) do momento há pouco vivido. Não foi planejado, acreditem!
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Pois bem...cheguei em casa há mais ou menos umas 2 horas e deparei-me com uma guria linda que vi nascer, hoje no alvorecer dos seus 8 anos, que me chama de tia (ho,ho), toma a benção (o que eu adoro pela sinceridade dela ao pedir!) e passava o dia na minha casa. Dei-lhe um beijinho e entrei para cuidar das minhas coisas após um fim de semana fora. Depois de um banho e de comer algo, retomei a leitura do jovem Davi sobre territórios e assim estava quando ela entrou no meu quarto, pulou na minha cama e começou uma conversa brejeira e divertida. Até aí tudo bem, não fosse no meio da conversa eu - não sei por que cargas d'água - perguntar se ela tinha um namoradinho na escola e ela disse que sim. Detalhe: só tem 8 anos
! O que me deixou boba (e encantada!) mesmo foi como era o namoro: não tinha beijo (às vezes na bochecha), apenas de longe jogado com a mão e as conversas que tinham durante o horário da escola. Mais: que hoje, namora o ex da amiga e a amiga o ex dela (rs). Eu olhava pra ela e via o que uma amiga chama de 'precocidade contemporanea' - uma criança entre a inocência de seus 8 anos e a 'pseudo-obrigatoriedade' dos tempos modernos; crianças cada vez mais precoces, mas que, dependendo de todo o conjunto que as compõem (educação dada, etc.) ainda preservam os ares de sua condição infantil.
De repente sou mesmo boba, afinal também passei por isso e os tempos são outros. Num futuro não tão distante também terei que lidar com estas fases quando for a vez dos meus filhos...oh, meu Pai (rsrs)!!!

Na realidade, fiquei admirada com o episódio (que foi além disso!) não por ela ter um namoradinho, mas pela forma, trejeitos e a animação com que ela compartilhava sua história/segredo comigo. No final das contas, eu ria com ela e depois sozinha, agradecida pelo momento descontraído e infanto...ah! nem sei mais (rs) - que tive; não resistindo e fazendo este post!
Nada melhor que um momento como esse pra retornar ao batente em mais um ano que se inicia!

2 comentários:

Du disse...

fiquei sabendo do teu aniversário hoje lá no twitter! FELIZ ANIVERSÁRIO QUERIDA, tudo de bom pra ti, hoje e sempre!

Beijos

Alberto Júnior disse...

Meu sobrinho namora há 01 ano no orkut, com direito a depoimentos românticos, fotos dedicadas e telefonemas diários. Agora contato real,abraço e beijinho de verdade? Nada.

Pós-modernidade.