20.3.09

Uma diva!

Bom, há tempos fiquei de postar sobre o M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O show da Bethânia que assisti faz umas três semanas. Albert? Pronto,honey, eis o post!

Era dia 28 de fevereiro, eu já havia assistido aula e lá fomos nós para a casa das meninas rumo a Lisboa. Primeiro, achar o bendito Coliseu; segundo, encontrar estacionamento; terceiro, conseguir entrar em meio a tanta gente. Não pensei que fosse dar tantas pessoas quanto vi (penso que muitos, brasileiros!), mas enfim. O show foi lindo!

Ela entrou no horário combinado - 22:00 hs estava no palco dona Maria Bethânia, descalça, com uma banda simplesmente bárbara, a cantar 'O quereres'. Abriu com o maninho e já entrou com pique total. Achei-a solta, leve e 'fregueira' no palco e quem já assistiu antes ao show dela, disse que ela soltava-se assim mesmo.

As músicas foram escolhidas a dedo: Bom dia Tristeza, Explode Coração, Olhos nos Olhos, O Quereres, Céu de Santo Amaro, O que é o que é, O Ciúme, Beira-Mar...foram exatamente duas horas de show. Confesso que fiquei triste por ela não ter cantado 'Canto de Oxum'...ansiava por esta canção ao vivo, com ela...mas como não podemos ter tudo, estar ali, na companhia das meninas, vendo esta diva de pertinho já valeu!
Ela vale tudo e muito mais que se pode cobrar. É um espetáculo, mesmo quando dizem que ela desafina (o que não aconteceu esta noite!).

Detalhe: ela declamou Padre Antônio Vieira, e logo a carta em que ele escreveu de minha terra...quando ela citou o nome, eu gritei Uhuhuhuhu (rsrs)...que diria (rsrs). Citou Camões, Fernando Pessoa e cantou em cima. Esta parte não consigo descrever. Só quem estava presente para compreender o que se passou. Entretanto, acho que o que me deixou um tanto boba e feliz foi vê-la ovacionada por minutos e minutos infindos. Já fui a muitos show's, mas nunca havia visto algo assim...lindo!

Amore de mi vida, cumpri mais uma das promessas. Falta uma! O vídeo está meio torto, mas não consegui desentortá-lo...por que será? (rs)

Pra vc, Albert:


video

2 comentários:

Heron Salomão disse...

querida...
que a felicidade
seja entendida sempre
como uma ideologia
e não um resultado.
mas pode ser o resultado
de uma ideologia e a ideologia
de um resultado...


..entendeu?? rsrsrs

bjus

Heron Salomão disse...

ei Mila...
tu eskeceu de comentar..
meus poemas né??