2.2.09

É 2 de fevereiro!

O mar sempre me fez sentir em paz. Ficar horas de frente para ele, seja dia ou madrugada, acompanhada ou só, vê-lo, sentir sua maresia, molhar pés ou mãos, como se a pedir sua benção foi, era e é uma constante em minha vida. Por quê? Não faço idéia! É uma atração espontânea e desejada! E mar me lembra sempre ela...dona Iemanjá!

Há um ano fiz um post sobre religiosidade, pegando como gancho o dia das Senhoras das Águas. Hoje, as palavras são só para ela!

Um detalhe: não sou da Umbanda, Candomblé ou Mina, nem estou fazendo apologia às religiões de origem africana, até porque respeito todas as formas de culto, desde que sejam para o bem (real ou não)!...mas por alguma razão a figura simbólica de Iemanjá me encanta, bem como os ritos, figuras e 'doutrinas' afros: batuques, vestimentas, linguagem, cores, histórias e tudo mais.
Apesar desse encantamento, ainda não conheço bem sobre as religiões de matriz africana, mas sou muito curiosa! Gosto de conhecer, entender e às vezes, dependendo do contexto, até mesmo participar! Sempre respeitando os espaços desconhecidos...

No primeiro texto falei sobre o significado do nome desse orixá africano - Rainha do Mar, Janaína, Senhora das Águas e tantas denominações - que comanda os mares, que protege os pescadores, que é vaidosa, que é mãe!

Agora, só posso dizer: Odo Iyá, mãe Iemanjá!


"Quantos nomes tem a Rainha do Mar?

Dandalunda, Janaína,
Marabô, Princesa de Aiocá,
Inaê, Sereia, Mucunã,
Maria, Dona Iemanjá

Onde ela vive?
Onde ela mora?

Nas águas,
Na loca de pedra,
Num palácio encantado,
No fundo do mar

O que ela gosta?
O que ela adora?

Perfume,
Flor, espelho e pente
Toda sorte de presente
Pra ela se enfeitar.

Como se saúda a Rainha do Mar?

Alodê, Odofiaba,
Minha-mãe, Mãe-d'água,

Qual é seu dia,
Nossa Senhora?

É dia dois de fevereiro
Quando na beira da praia
Eu vou me abençoar.

O que ela canta?
Por que ela chora?

Só canta cantiga bonita
Chora quando fica aflita
Se você chorar. ..."

(Iemanjá Rainha do Mar/ Capinam e Roberto Mendes)
Maria Bethânia - Mar de Shopia






3 comentários:

Alberto Júnior disse...

Já te disse pra assumir tua vocação espírita, não disse?

Acredito que tens uma energia a ser desenvolvida dentro desta religião específica e isso não te impedirá de freqüentar e visitar as outras.

Agora acho que já devias ter assumido esse compromisso de mediunidade e favorecer a todos nós que sempre iremos recorrer às tuas orientação, kkkkkkkkkkkkk

Cuida, vai logo!

Flávia Batista disse...

muito legal o post Milena!!!

beijao

Simone Cristina disse...

Jr tem razão! rsrsr..
Ahhh amo o mar! Adoro ve-lo e acho q por isso segui essa carreira q estou agora. Adorei a abordagem do post. Beijão!