18.2.08

MPB debaixo de chuva: uma união que deu muito certo!

Era um sábado normal para mim. À tarde, Humberto de Campos, reflexões sobre a justiça humana e a justiça divina. Fazia um tempinho que não assistia a uma palestra tão bacana. Depois, São Pedro anunciou uma noite de chuva que ora viria como um temporal, ora como um simples chuvisco dando aquela vontade de correr pra debaixo do cobertor, curtindo um friozinho gostoso na minha cama...Entretanto, o sábado foi diferente, especial. Acabei no Circo Cultural da cidade, assistindo ao show do Projeto Pixinguinha. Diria que foi um show mágico por "n" motivos.
O Projeto Pixinguinha fez em 2007 trinta anos e está encerrando a temporada com um show de Ivan Lins, André Mehmari e Tatiana Parra. A cidade de São Luis foi escolhida para abrir essa edição. O Projeto proporciona a nós - meros mortais - curtir o som de grandes e novos nomes da Música Popular Brasileira. Une gerações trazendo música boa por um custo zero, já que a entrada é franca. Ivan Lins abriu a primeira edição do Pixinguinha há trinta anos ao lado da cantora Nana Caymmi e hoje, fecha essa edição comemorando essas três décadas. Um presente pra nós!


Na realidade, descobri o show por acaso. Nem imagino como me sentiria ao saber que houve um show como esse aqui e eu tivesse perdido!


Seria mais um show dos muitos que já assisti, não fosse o espetáculo, a magia, a afinação de vozes, intrumentos e pessoas...talvez pareça exagero, mas quem estava presente a esse show dificilmente discordará do que relato.

O André Mehmari era desconhecido pra mim até então. Mas com que maestria ele passeou por aquele teclado. Em alguns momentos, a impressão que se tinha era de que ele estava incorporado. E a Tatiana Parra? Que afinação, que voz suave, porém com personalidade...simplesmente encantadora. Descobri que ela é (ou era?) backing vocal do Sandy e Júnior. E Ivan Lins...bem...esse dispensa comentário. Simplesmente m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o!






Super simpático, brincou com o público, fez uma pequena homenagem a João do Vale (o que me deixou muito feliz!), emocionou-me muito. Na realidade, eu estava fascinada, quase em transe, sobretudo quando ele cantou Bilhete. Nossa! Foi lindo. Confesso que o charme de Ivan Lins não me passou despercebido também. Charmosíssimo, por sinal. Foi engraçado perceper durante o show e no final também, que não fui a única a notar isso (rsrsrs). Que o Cláudio Lins me desculpe, mas perto do pai...as mulheres presentes que o digam!


Foi sem dúvida um lindo show. Aliás, fiquei muito feliz por ver o Circo Cultural da Cidade completamente lotado; por ver as pessoas cantando e curtindo o show como poucas vezes se vê por aqui. Algumas pessoas dizem que o "povão" não curte música boa, mas tenho que discordar disso, pois havia um público muito diversificado ali. E que bom que foi assim!


E é isso. Quem estiver por Recife, Natal e Maceió, por favor, não deixe de ver esse show, pois com certeza amará! Estas são as próximas paradas do Projeto


Para as "rasinhas" que não foram ao show, sinto muito, mas...perderam!


Só senti falta de uma coisa no show. Ivan não cantou Começar de Novo e Abre Alas. Mas tudo bem. A gente não pode ter tudo. Quem sabe num próximo?!

2 comentários:

Luca disse...

Querida rasa, mais feio do que sentir inveja é fazer inveja!
Grrr
Aff!
Snif, snif, snif!
Pounxa, pounxa, pounxa...!
Ah, não entendi! Ele encerrou a temporada? Cumassim? Não haverá mais projeto pinxinguinha ou foi a temporada anual? E Angela Rô Rô? Não é pelo projeto?
:S

Ele vai cantar Começar de Novo só pra mim.
Iiiiiuuuu

Polyana Amorim disse...

Lua, Angela Rorô vem pea Opera night productions =D

o Ivan certamente é bom, gosto das músicas dele. mas não vai fazer falta o show dele em minha vida...agora se fosse um Chiquito, pode crê que Poly tava lá serinha!


bjus