1.7.09

Só uma luz?

"Só uma luz, é possível?
Só uma luz, pode ser?
Só uma luz no infindo tempo,
Só uma luz, é o querer!

Só uma luz pra esse drama,
Só uma luz pra pensar,
Só uma luz pra esse vôo,
Só uma luz para aí chegar!

Só uma luz que ecoa,
Só uma luz pra voltar,
Só uma luz que resolva,
Só uma luz pra selar!

Só uma luz é o que peço!
Só uma luz pra clarear,
Só uma luz nesse meio
Só uma luz pra encerrar!

Só uma luz pra saudade
Só uma luz pro pesar
Só uma luz pro caminho,
Só uma luz pra amar!

Só uma luz é o que peço,
Só uma luz a sonhar,
Só uma luz com os rostos,
Só uma luz a encontrar

Só uma luz?!"
(AS)

5 comentários:

Du disse...

Eu também busco uma luz, e se ela aparecer no final do túnel, que não seja o trem! O_o

Beijão!

Luana! disse...

Rs!
Dona poetisa tem tanta luz, que esquece de iluminar a si mesma.

Dona Reis disse...

Tens que dizer isso pra dona do poema, tosquinha!
ILY

Dona Reis disse...

hhehehe
Nem eu,Du!
Cheiro

Albertinho disse...

Vou mandar a caixa de fósforos por sedex, tá.

#insensível